BAIXE E OUÇA O DISCO "SUBTROPICAL TEMPERADO" DO CCOMA



28/09/2016

BAIXE E OUÇA O DISCO "SUBTROPICAL TEMPERADO" DO CCOMA


O álbum Subtropical Temperado do CCOMA abre possibilidades musicais do Sul ao Brasil e às suas fronteiras latinas em dez faixas que refletem o desejo do duo gaúcho pela tropicalidade. Essa busca incessante pelo calor é embalada por sua conhecida e premiada sonoridade eletrônica inspirada pelos sons da natureza. 
 
No novo disco, o baterista e produtor Luciano Balen e o trompetista e também produtor Roberto Scopel incorporam músicas de raiz de diferentes regiões da América do Sul ao som de sintetizadores e timbres que moldaram o final dos anos 1970 e o começo dos anos 1980.  Subtropical Temperado apresenta contornos autênticos a partir de fortes referências de nomes como Kraftwerk, Jean Michel Jarre, Bjork, Marcos Valle, Azymuth e Donna
Summer.
 
A faixa que abre o disco, “Subtropical”, é iniciada com atmosfera invernal e termina com canto de cigarras durante o verão sul-rio- grandense.
“Tudo É Nada”, “Aço-Pessoa” e “Quase Profeta” representam o cotidiano na vida dos moradores de Caxias do Sul. As canções combinam música eletrônica setentista com os sons captados das indústrias do município (reconhecido pólo metal-mecânico do país).
“Casamento da Doralícia”, releitura do clássico de raiz do Rio Grande do Sul gravado nos anos de 1950, homenageia o bugio - estilo musical originário do estado. Outra releitura, “Aprendendo a Jogar” - canção conhecida na voz de Elis Regina e de autoria de Guilherme Arantes -, leva elementos do funk carioca e afrobeat.
A faixa “Mira-Me” brinca com a ideia de que os gaúchos estão no Brasil por acidente, ao ritmo de bolero eletrônico. Já “Máquina Latino-Americana de Ritmos” nasce com a milonga gaúcha e canta a melhor definição para o gênero que funde os gêneros regionais: border music.
Cantada em espanhol, “Hecha La Ley” traz o forte cunho político da região e casa com o período atual que o país atravessa com o refrão: “hecha la ley, hecha la trampa. La calle no se calla”. Em tradução livre, a seguinte mensagem é declarada: “feita a lei, está feita também a trapaça. A rua não se cala!”
“Peleia” é um exemplo da composição e sonoridade que se fundem nas canções de Subtropical Temperado. Mistura vibrante de polca gaúcha com música cigana, a faixa apresenta sax, trombone e trompete duelando com sons de facas.
 
 
No disco e no show participam a cantora Etiene Nadine e o acordeonista e baixista Rafael De Boni. Também participaram do álbum o DJ e produtor radicado em Londres Moisés Matzenbacher e o pianista Ivan Teixeira. O projeto, que inclui a gravação do disco e shows de lançamento em sete cidades, foi contemplado pelo segundo edital do programa Natura Musical Rio Grande do Sul.
 
Ficha Técnica
CCOMA é: Beto Scopel e Luciano Balen
 
Produzido por Beto Scopel e Luciano Balen
Todas as músicas são de Roberto Scopel e Luciano Balen (exceto “Aprendendo a jogar / Guilherme Arantes” ,
“Casamento da Doralice / Oneide Bertussi e Adelar Bertussi” e “Aço-Pessoa com letra de Dinarte Albuquerque Filho”).
Bateria, programações, percussões e barulhinhos: Luciano Balen
Trompete, Flüggel Horn, Gaita Colombiana, teclados e outros barulhinhos: Roberto Scopel
Acordeom e Baixo Elétrico: Rafael De Boni
Vozes: Etiene Nadine (Aprendendo à Jogar, Mira-me, Hecha la Ley, Quase Profeta e Aço-Pessoa)
Roberto Scopel (Hecha la Ley, Máquina Latino-americana de Ritmo, Tudo é Nada e Peleia)
Luciano Balen (Subtropical, Hecha la Ley, Máquina Latino-americana de Ritmo)
Pianos: Ivan Teixeira (Aprendendo à Jogar, Mira-me, Tudo é Nada, Quase Profeta, Aço-Pessoa e Casamento da Doralice)
Modulares e ruídos: Moises Matzenbacher (Subtropical, Máquina Latino-americana de Ritmo, Tudo é Nada, Quase Profeta,
Peleia e Casamento da Doralice)
Mixagem e Masterização: Marcelo Generosi
Estúdios: Noise Produtora de Áudio e Old Kitchen
Prod. Executiva: De Guerrilha Produções
Patrocínio: Natura
Financiamento: Pró-Cultura RS – Governo do Rio Grande do Sul
Direção de Imagem: Pepe Pessoa
Maquiagem: Pepe Pessoa
Figurino: Helen Minuzzi
Cenografia: Helen Minuzzi
Design: Demytrius Meneghetti de Pieri
Fotos: Guigo Dedecek
Agradecimentos: DJ Patrick Tor4, Jerônimo Ferrigo e Adelar Bertussi.
 
 
BAIXE O DISCO AQUI
 

 

01-SUBTROPICAL